O Chefe Silva faleceu no dia 14 de Outubro na Póvoa da Galega - Mafra, onde vivia há décadas. Foi a enterrar na sua terra natal, Caldelas - Amares, no final da tarde do dia 15 de Outubro, local onde ele ia amiúde visitar os amigos e familiares para “carregar baterias”. Era em Caldelas que ele ansiava viver os últimos dias da sua vida, mas o seu desejo não se cumpriu.

Funeral