Não tenham medo porra! Venham para a rua e com a mesma devoção fervor que defendem o pontapé na bola, lutem. Lutem por TODOS os meios e com o as “armas” que tiverem à mão, por Portugal e pelo futuro dos nossos descendentes.